Ministro da Saúde agradece a médicos cubanos

30/04/2012 - 12:08

O ministro de Saúde, Paulo Macedo, exaltou a colaboração médica de Cuba em Portugal, como parte de um convénio subscrito com a ilha caribenha em 2009, avança a agência Prensa Latina.

 

Num encontro com o embaixador de Havana em Lisboa, Eduardo González, Paulo Macedo transmitiu o agradecimento do governo lusitano pelo trabalho desenvolvido por uma brigada de 44 médicos cubanos, destacando a sua dedicação e qualidade profissional.

 

O ministro destacou que tem escutado as opiniões dos profissionais portugueses sobre o alto nível de conhecimentos dos seus colegas cubanos.

 

Paulo Macdo indicou que a preparação dos especialistas cubanos também tem sido reconhecida pela população. Por todas essas razões, recordou, "as autoridades portuguesas decidiram renovar o acordo bilateral".

 

Trata-se de 44 profissionais com mais de 10 anos de experiência na especialidade de Medicina Geral e Familiar e com uma ou mais missões deste tipo noutros países, segundo indicaram à Prensa Latina fontes diplomáticas da ilha.

 

Os clínicos gerais cubanos prestam seus serviços nas regiões do Algarve e Alentejo, no sul do país, zonas rurais com uma alta taxa de população deficitária nessa atenção primária.

 

Macedo informou ao embaixador que o seu departamento está a realizar um profundo estudo sobre o Sistema Nacional de Saúde, com o objectivo de poder conhecer com exactidão o número de médicos necessário para cobrir todas as necessidades dos cidadãos.

 

O diplomata ofereceu toda a experiência atingida por Cuba neste campo, no qual tem conseguido índices de primeiro nível no mundo, apesar das difíceis condições económicas do país - recrudescidas pelo prolongado bloqueio imposto pelos EUA.

 

A produção de medicamentos, de vacinas e de outros produtos, alguns dos quais Cuba está em condições de exportar, foram outros dos temas abordados na reunião.

 

Tanto Paulo Macedo como o secretário de Estado Fernando Leal se interessaram pelos avanços científicos de Cuba e solicitaram mais informações para estudar outras formas de cooperação e de comércio.
 

Partners
Developed by