Gaia vai comparticipar medicamentos aos mais carenciados

24/04/2012 - 14:20

Os habitantes mais carenciados de Vila Nova de Gaia têm, a partir desta segunda-feira, medicamentos gratuitos à disposição em 46 das 65 farmácias que existem no concelho, avança a Rádio Renascença.

 

Durante a assinatura do protocolo, o presidente da Câmara salientou o papel da sociedade civil em tempos de crise: “houve, durante muitos anos, excesso de Estado e pouca sociedade na acção social. Julgo que as dificuldades que o país atravessa vão obrigá-lo a dar lugar à sociedade”, defendeu Luís Filipe Meneses, acrescentando ainda que, o Governo deve “ser um mero agente complementar, que faça no quotidiano um exercício de Justiça de forma a privilegiar aqueles sectores que mostram mais vocação no desenvolvimento de políticas sociais”.

 

Todas as pessoas em situação de "carência económica grave" e cujos medicamentos sejam indispensáveis ao tratamento da doença diagnosticada podem beneficiar desta iniciativa.

 

As farmácias aderentes devem ceder gratuitamente os medicamentos necessários a quem fizer prova de carência. Ou seja, os beneficiários têm que cumprir alguns requisitos, por exemplo, que a soma dos rendimentos do agregado familiar auferidos com salários, pensões ou subsídios sociais seja igual ou inferior a 100 euros per capita.

 

Cabe às associações de Solidariedade de Canelas e de Socorros Mútuos Nossa Senhora Esperança de Sandim, ao Centro Social da Paróquia de S. Salvador e Grijó, ao Centro Social São Félix da Marinha e à Cruz Vermelha Portuguesa sinalizar quem beneficiará desta iniciativa.
 

Partners
Developed by