Investigação sobre "Disfunção Eréctil na Diabetes" recebe Bolsa

04/03/2011 - 14:36

O projecto da equipa de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), liderado por Carla Costa, do Laboratório de Biologia Celular e Molecular e Departamento de Bioquímica, e Pedro Vendeira, do Serviço de Urologia, foi o grande vencedor da Bolsa de Investigação Jaba Recordati Urologia 2010, avança comunicado de imprensa.

 

Esta Bolsa, no valor de oito mil euros, fruto de uma iniciativa da Associação Portuguesa de Urologia com a Jaba Recordati, tem como principal objectivo apoiar e fomentar a investigação na área da Urologia.

 

“Disfunção eréctil na Diabetes – Avaliação de alterações moleculares induzidas pelo stress oxidativo” é o nome do trabalho galardoado, que conta também com a participação especial de um cientista de referência na área da disfunção eréctil – Ronald Virag, do Centre d’ Explorations et Traitments de L’Impuissance, de Paris.

 

De acordo com os autores deste projecto, “o objectivo principal deste trabalho consiste em avaliar no tecido eréctil diabético experimental e humano os níveis de stress oxidativo e os seus efeitos nocivos a nível molecular, tais como lesões oxidativas no ADN e em proteínas, que poderão contribuir para a progressão da disfunção eréctil associada à diabetes”. Este será o primeiro trabalho a identificar e quantificar marcadores de stress oxidativo em tecido eréctil diabético e não diabético.

 

Estima-se que entre 50% a 70% dos homens diabéticos venham a sofrer de disfunção eréctil em algum momento da sua vida. Alguns especialistas vão mais longe e revelam que o risco de disfunção eréctil é três vezes maior nos diabéticos do que nos não diabéticos. Para além disso, existe muito pouca informação científica disponível sobre o modo como a Diabetes afecta o tecido peniano nos doentes diabéticos.

Partners
Developed by